Posts Tagged ‘Idosos’

Disfunção Cognitiva Canina o Alzheimer dos cães

Os nossos companheiros caninos estão vivendo cada vez mais, ainda bem… Eu tenho um vovô em casa com 13 anos e cheio de alegria e para nós médicos veterinários e para os proprietários  de cães idosos é importante reconhecer o que é um envelhecimento natural de um anormal.

Envelhecer nada mais é do que um processo biológico natural em que as nossas células perdem a capacidade de adaptação a mudanças. Com o envelhecimento ocorre naturalmente uma redução de atividade, de metabolismo, diminui também a secreção de hormônios e o corpo fica mais frágil, pois a imunidade diminui , ocorre uma redução de aprendizado e memória. Nossa! Tudo isso é natural!

O que temos que saber é quando TUDO isso pode se tornar uma doença!

disfunção cognitiva canina, conhecida  como Alzheimer dos cães, é uma alteração comportamental patológica dos cães, é chamada assim devido a similaridade com a doença em humanos.

Para entender melhor é importante saber o que significa cognição, este termo refere-se a processos mentais como memória, aprendizado, consciência, tomada de decisão e percepção e permite ao animal interagir, processar, reter e decidir com o meio em que vive, respondendo a ações em que é estimulado, o cão responde ao estímulo baseando-se em respostas anteriores ou reconhecendo novas experiências.

O comportamento de memória, orientação, busca de alimento, reação ao proprietário esta diretamente ligada à cognição, ou seja, na disfunção cognitiva canina estes são os principais comportamentos alterados.

O que nota-se no amiguinho velhinho é que ele não interage mais da mesma maneira com a família, muitas vezes desaprende a fazer as necessidades , troca o dia pela noite, podendo até mesmo uivar e chorar na madrugada enquanto dorme como um anjo durante o dia.

Pode ocorrer uma forte desorientação, neste caso o cão pode andar sem parar, andar em círculos e com frequência entrar em locais apertados e de difícil acesso  e não conseguir sair depois.

Todas estas alterações são resumidas em uma sigla a DISTADesorientação, mudanças na Interação com o proprietário ou outros animais, alterações no ciclo de Sono-vigília, perda de Treinamento higiênico, alterações no nível de Atividade.

A idade que normalmente aparecem os sintomas pode variar de 7 a 19 anos. Nos cães pela diferença de porte temos diferentes idades para cães idosos, no pequeno porte  7 anos e o grande porte como o Dogue Alemão 5 anos.

O diagnóstico é difícil e como nos humanos é realizado por exclusão de outras doenças como os tumores cerebrais, os problemas endócrinos, entre outros e principalmente na observação das alterações comportamentais.

A boa notícia é que esta condição tem tratamento e o cão normalmente responde muito bem melhorando muito a qualidade de vida do nosso amiguinho.

O alerta para quem tem um vovô em casa é estar atento as mudanças de comportamento e não encarar mudanças de comportamento como simples problemas relacionados a velhice.

Converse com o seu veterinário sobre as mudanças no seu velhinho e sempre respeite os pelinhos brancos do seu pequeno com muito amor e carinho.

Aqui no Blog Sobre Cães e Gatos você encontra muita informação, escreva neste post coloque aqui as suas dúvidas e sugestões.

28

09 2011

A idade chega para todos

Yuri meu Idoso

Dificuldade para descer escadas, andar mais lento, demorar para atender a um chamado, são sinais de que algo mudou, o tempo passou e o corpo já não é o mesmo.

Para quem pensou que estou falando de uma pessoa idosa, acertou, mas não a pessoa e sim de um idoso, um cão idoso.

A idade chega e percebemos que aquele cachorrinho que conhecíamos já não é mais o mesmo.

As alterações no idoso são muitas, podem aparecer dificuldades de visão, audição, artrose entre outras.

Procure o seu veterinário de confiança e faça sempre exames preventivos no seu cachorro, problemas diagnosticados cedo podem ser tratados, ou minimizados prolongando com qualidade a vida do nosso amiguinho.

Mas para aqueles que já estão cegos, o que fazer?

Uma dica legal para aqueles cachorros que estão esbarrando nos moveis em casa é colocar cheiro nas quina, o olfato dos cães é apurado, procure comprar um perfume que não se assemelhe a nenhum outro que você use para não confundi-lo. Aplique diariamente ou em dias alternados. Não tem necessidade de aplicar muito.

Eu recomendo o uso do spray aromatizador de lençóis e toalhas da Greenleaf, utilizei o Valencia pois achei suave e agradável.

Não mudar a decoração da casa é importante, pois o velinho se acostuma e aprende a desviar.

Procure sempre passear pelos mesmos lugares, ele se sentirá mais seguro pois os cheiros são familiares e o passeio será proveitoso.

Para que ele não se assuste com pessoas estranhas, seja em casa ou no Pet Shop, a orientação é sempre aproximar-se devagar, oferecendo a mão para ele cheirar , ou o antebraço, assim ele saberá que tem alguém se aproximando.

Muito carinho, paciência e amor o nosso vovozinho viverá feliz e confortável.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

18

07 2011