Posts Tagged ‘Gatos’

Gatos que comem comprimidos?

Preta

Tudo começa com a procura do gato, depois de achar pega o gato, abre a boca… ele te arranha você joga o comprimido, ele cospe…. estraga o comprimido. Meu Deus que situação!!

Porém existem gatos que são muito bonzinhos e comem até mesmo sozinhos o medicamento a ser administrado.

Você não acredita?

Veja você mesmo, esta é a Preta, uma das minhas gatas, este vídeo foi gravado faz dois anos, ela estava com uma infecção respiratória e precisava de um antibiótico, optei pelo Synulox da Pfizer, pois ele é palatável e ela é dificil, para minha surpresa ela adorou e ficou boa rapidinho!

26

08 2011

Eu tenho gatos e estou grávida!

Na minha primeira consulta com a obstetra ela descobriu que eu sou veterinária e rapidamente perguntou “Você tem gatos?” Eu respondi “Sim, a senhora está preocupada com a Toxosplasmose?” Ela respondeu que sim  e confesso que não deixei  ela concluir.

O gato é conhecido como o vilão desta doença, porém existem outras formas de contrair a Toxoplasmose.

A toxoplasmose é causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, ele pode acometer todos os mamíferos e também as aves. os felinos são os hospedeiros definitivos, ou seja, fazem o ciclo completo da doença, são eles que eliminam a forma contaminante da toxoplasmose, os oocistos.

Os gatos são contaminados ingerindo carne crua contaminada, que pode ser oferecida por nós humanos mas principalmente por aqueles gatinhos de vida livre que sobrevivem de caça e aqueles de fazenda que vivem apenas de comer os ratos.

Opa, tenho que dar meu gato!!

NÃO!!! O contato com o gato não resulta em perigo, pois a forma contaminante, os oocistos não ficam aderidos ao pêlo, e estas formas demoram dois dias para se desenvolver, estes oocistos desenvolvem-se apenas nas fezes.*

Resumindo, você que esta grávida não pegará toxosplasmose fazendo carinho, pegando ele no colo, ou convivendo com o seu gato.

Caso o seu gato vá ao banheiro e logo em seguida você pegue ele no colo, não tem perigo de pegar nada,  vale ressaltar que os oocistos apenas desenvolve-se nas fezes  após 48 horas em temperatura ambiente.  O importante é sempre lavarnas mãos após limpar a caixa de areia, ou peça para o maridão limpar.

O perigo para nós humanos está em comer carnes mal passadas e cruas, verduras cruas não lavadas e água contaminada.

A caixa de areia do seu gatinho deve ser limpa diariamente para evitar o desenvolvimento da forma infectante.

Administrar apenas ração para o seu gato é uma forma de prevenir a contaminação pelo toxoplasma.

Coma apenas carnes bem cozidas, verduras de procedência conhecida e água sempre mineral, filtrada ou fervida.

Eu hoje estou grávida de 10 semanas e convivo normalmente com meus 3 gatos. Converse com o veterinário do seu gato, ele irá examinar o seu bichano e te deixar ainda mais tranquila, curta junto com o seu bichano este momento lindo de nossa vida. Uma das minhas gatas deita diariamente ronronando na minha barriga, falo que ela esta ninando meu bebe! Coisa mais fofa!

Para saber mais sobre a Toxosplasmose vale a pena ler este material produzido pelo CRMV-SC . Clique aqui.

Semanalmente colocarei no blog dicas para as futuras mamães e seus companheiros cães e gatos.

Você irá gostar também:

-Gravidez e cachorros o que fazer?

*Dubey J.P.2000. Sources of Toxoplasma gondii infection in pregnancy.British Medical Journal, 32:127-128

25

08 2011

Ronronar de gato

Mhrn…. Ronronron… brrp. É o que o seu gato “fala” quando está no seu colo ou quando você chega em casa!

O que significa todos esses sons e por que eles ronronam?

O ronronar inicia-se já com dois dias de idade, a mamãe gata emite um ronronado quando se aproxima dos filhotes é a principal forma de comunicação e de reconhecimento entre a mamãe e seus filhotes.

O ronronado é comparável ao sorriso humano, e o gato pode ronronar em diferentes situações, quando estão felizes, com medo, e quando desejam alguma coisa.

Uma das explicações para este fato é a liberação de endorfinas ocasionado pelo estado de euforia que o ronronar proporciona ao nosso gatinho.

O ronronar ocorre através do estímulo dos músculos da laringe, resultando em um fechamento parcial da glote, o diafragma é estimulado a produzir ruídos, a intensidade e o intervalo depende de cada gato.

Na minha opinião o ronronado é o melhor ruído do mundo!

 *fonte de pesquisa Comportamento Felino, Bonnie V. Beaver, 2o edição.

23

08 2011

Série Felinos e Suas Manias – 2o post

Que delícia, dormir…. de barriga para cima, ou toda enroladinha, escondendo a carinha. O que importa é dormir!  Vamos confessar que dá uma certa inveja, viver de preguiça o dia inteiro.

Quem convive com gatos sabe que eles dormem praticamente o dia inteiro, e este sono é dividido em duas fases, o sono leve, também conhecido como de onda lenta, e o sono profundo, ou sono REM.

Normalmente os gatos procuram para dormir locais quentes, fofinhos e calmos, adoram buracos e  se esconder dentro de armários e é claro adoram um colinho também.

Nos filhotinhos de 2-3 semanas de vida só temos o sono REM e o nosso amiguinho passa metade do dia dormindo e outra metade mamando é claro.

A curiosidade é que 40 a 50% do tempo de sono do gato adulto é um sono leve. Neste sono o gato esta dormindo geralmente com a barriga encostada, rabo enrolado no corpo e é necessário manter um tônus muscular principalmente para a cabeça. Quem nunca se perguntou como que eles conseguem dormir com a cabeça firme, sem cair.

O tempo do sono leve é normalmente de 9 a 12 horas do dia.

O sono profundo, é alternado com sono leve, o sono profundo dura 6-7 minutos se alternando com 20-30 minutos de sono leve, ou seja 15% de um período de 24 horas o que equivale a aproximadamente 3 horas, pouco né? Nesta fase ocorrem os sonhos, que infelizmente ainda não podemos decifrar.

Somando tudo, são aproximadamente 15 horas de sono. O restante do tempo é ocupado comendo, brincando, fazendo as suas caquinhas e se lambendo.

Existem diferenças do sono entre raças, temperamentos e idade dos gatos. Sabe-se que um filhote dorme o tempo inverso que brinca, e os persas nossa… esses dormem! Parece que acordam para dormir.

Normalmente os gatos acordam preguiçosos, estirando as patinhas e arranhando, mas sabemos que eles podem acordar alertas e prontos para atacar aquela mosquinha que estava próxima do seu focinho.

Vamos respeitar o soninho dos nossos amigos felinos, afinal é um sono necessário! Não é apenas preguiça!

Você também vai gostar dos outros posts da Série Felinos e suas manias.

No 1o post você encontrará dicas para modificar o ambiente do seu gato sem estresse

No 30 post você encontrará dicas para ensinar o seu gato a utilizar a caixa de areia.

 

05

08 2011

Série felinos e suas Manias – 1o Post

Que anjo!

Todo dia ela faz tudo sempre igual me sacode as seis horas da manhã… Chico  Buarque quando escreveu esta música não sabia mas estava falando de um gato.

Todo dia temos as mesmas tarefas, e inconscientemente oferecemos uma rotina para o nosso bichano e ele… aceita é claro, gatos adoram rotina, são metódicos, e quando nos damos conta já somos seus reféns, estou errada?

A rotina faz parte da essência dos felinos. Tente mudar para ver o que acontece, primeiro ele vai ficar indignado, miando, reclamando para que tudo volte ao “normal”.

A mudança pode deixar o gato doente.

O que acontece normalmente é o aparecimento de cistite (infecção na bexiga), ou lipidose felina (doença grave causada pela falta de alimento, quando o gato para de comer).

Mas o que fazer se temos que mudar algo?

Vamos falar primeiro da mudança de ambiente, para uma casa ou apartamento novo.

O bichano precisa de tempo para sentir- se seguro na casa nova, temos que ter paciência.

Antes de mudar o ideal é levar o cheiro do gato para a casa nova. Utilize um pano novo, e esfregue no pêlo próximo dos bigodes, assim ele libera um ferormonio que indica que o território é dele, este pano você passará nas laterais das portas. Importante fazer este processo após ter limpado a casa para mudança, pois a limpeza vai retirar o cheiro do gato do ambiente.

O segundo passo é levá-lo em uma caixa de transporte, e deixar ele na caixinha por um tempo. Tirar o gato a força só vai deixa-lo mais inseguro, leve-o para um cômodo e solte-o lá, neste ambiente coloque a caixa de areia, e os potinhos com água e comida. É normal ele querer se esconder em baixo de algo para se sentir protegido.

Mostre o restante da casa aos poucos, continue todos os dias passando o paninho pela casa.

Pode-se usar também o Feliway um produto que mimetiza o ferormonio liberado nos bigodes. Este ferormonio da Ceva Laboratório Veterinário, pode ser encontrado em duas apresentações, a em spray e o difusor. O difusor é o indicado neste caso pois ele vai atuar no ambiente.

Dê um tempo para o seu gato se acostumar,  tenha paciência , ele vai se adaptar.

Você irá gostar dos outros post da Série Felinos e suas Manias

No 20 post curiosidades sobre o sono dos felinos

No 30 post você encontrará dicas para ensinar o seu gato a utilizar a caixa de areia.

 

26

07 2011

Colinho bom…

Eu e Padme

Ela esta sentada escrevendo, vou lá… Vou deitar aqui, rororroorom, faço fofinho ronronron! 

Quem tem gato sabe, é só relaxar bem confortável no sofá, que lá vem… Aquele bichano peludo, fofinho e gostosooooo.

Tenho que confesar… meus post são escritos em parceria com minha felina, muito gostosa, que insiste em deitar em cima do iPad, clicar na tela com a patinha, passar o focinho nas quinas e ficar indignada quando apoio o tablet nela para escrever.

Depois de muito reclamar encontramos uma maneira, confortável para ela claro!

Felinos… Definitivamente somos os humanos de estimação!

15

07 2011

Vou falar sobre amor por cães e gatos

Para começar gostaria de dividir a minha história pessoal. Desde que me entendo por gente pensava em ser veterinária. Sempre tive muitos amigos de quatro patas, principalmente gatos, a primeira a Laidy, fez com a família de felinos ficasse grande, ela só tinha cria no meu armário, me recordo de muitas vezes quando criança  abrir uma gaveta e me surpreender com filhotes miando baixinho, e todos os dias acordar com ronronadas e um dos gato afofando a na minha barriga. Que delícia!

Meu primeiro cão, o Duque, um SRD, foi meu melhor amigo na infância, e decisivo na escolha da minha profissão, partiu com 19 anos, quando eu já estava atuando como veterinária, penso nele com gratidão e lágrimas nos olhos, ele me apresentou este mundo maravilhoso de amizade, fidelidade e companheirismo dos cães.

 A minha família hoje é formada pelo Yuri, cão Poodle 13 anos, Pipoca, cachorrinha Maltês 2,5 anos, Preta felina SRD (vira-lata para a maioria, depois que casei ela ficou morando com meu pai) 7 anos, Padme felina Chartreux 2 anos, Gato (o nome dele realmente é Gato) felino Persa, 9 anos, este último é da minha sogra, frequente se hospeda em nossa casa e já é considerado da família. Esta turminha é a minha paixão e fonte de inspiração diária.

Aqui vocês irão conhecer histórias desta turma, aliada as minhas experiências atuando como veterinária de cães e gatos há nove anos.

Pretendo oferecer soluções para as dificuldades do dia a dia, falando como proprietária que sou e também como veterinária.

Sou uma apaixonada por focinhos gelados, abanadas de rabo, olhinhos atentos, ronronados e também rosnadas e mordidinhas. Quero dividir esta paixão com vocês!

Então vamos lá… falar sobre cães e gatos.

Sejam bem vindos!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13

07 2011