Posts Tagged ‘Cão’

Leptospirose

Chove chuva, chove sem parar! Hoje eu vou fazer uma prece para Deus nosso senhor para chuva parar de molhar o meu divino amor. Na maioria do Brasil já teve início a temporada de chuvas fortes, alagamentos e enchuradas. Infelizmente todo o ano a mesma história se repete.

O que mais preocupa após um alagamento é o aparecimento da Leptospirose.

A leptospirose é uma zoonose, ou seja, é uma doença transmitida do animal para o homem, que ocorre em todo o mundo e afeta o homem, os animais domésticos e os animais silvestres.

O agente causador é uma bactéria do gênero Leptospira, elas são espiroquetas, espiraladas, flexíveis e móveis. É isso mesmo ela é móvel.

O principal disseminador da doença é o rato (Rattus norvegicus e Rattus rattus), porém os animais domésticos e silvestres podem tornar-se portadores e transmissores da doença .

A infecção humana ocorre por exposição da pele ou ingestão de água contaminada com urina ou tecidos contaminados, por isso a preocupação nesta época de chuvas fortes e enxurradas.

A contaminação ocorre quando a Leptospira penetra na pele, ela é flexível e móvel lembra, não necessariamente precisa ter um corte para ela penetrar, ela pode penetrar na pele integra e gerar a doença

Os animais também podem contaminar-se através do contato com a urina e também pela ingestão de alimento ou água contaminada.

Importante ressaltar que a Leptospira necessita da água para sobreviver, com o tempo seco ela morre rapidamente, porém se ela encontra uma pocinha de água… Aí ela faz a festa!

No ser humano causa febre, dor de cabeça, dor muscular, náusea e nos casos mais graves complicações no fígado e nos rins, podendo levar o paciente a morte.

No cão normalmente ela inicia-se abruptamente com muita febre e icterícia, o cão fica todo amarelo, pode ocorrer hemorragias e as complicações renais são muito graves. São casos delicados em que na maioria das vezes perdemos os nossos amiguinhos.

O tratamento para os cães é com fortes antibióticos e terapia de suporte baseado nos sistomas. O tratamento é longo, no mínimo por 21 dias.

O cachorro apresenta-se como uma importante fonte de infeção para o homem, pois mesmo após o tratamento ele pode eliminar a leptospira na forma infectante na urina por vários meses, encontrei dados dizendo de 6-9 meses. Sendo um grande risco para os proprietários deste cão e para outros animais.

A Leptotospirose é uma doença de notificação obrigatória, ou seja, a vigilância sanitária do seu município deve ser comunicada pelo médico veterinário.

E esta doença pode ser sim evitada e de forma muito simples: VACINE SEU CÃO!!

As vacinas aplicadas pelo seu veterinário, a V-8 e a V-10, estas protegem o cão também para a Leptospirose. E em locais com muita incidência da doença o ideal é fazer um reforço com uma vacina específica para Leptospirose.

Para nós humanos ficarmos protegidos o correto é nunca sair descalço após uma forte chuva e utilizar botas impermeáveis. Qualquer sintoma em você sempre procurar um médico e no seu cão um médico veterinário.

Aqui no Blog Sobre Cães e Gatos você encontra informação e diversão. Escreva neste post, tire aqui as suas dúvidas.

 

14

12 2011

Cachorro e Gato são amigos naturais

Brincando, tão fofinhas, a maltês bate com a patinha na cara da gatinha, a gata pula no pescoço da maltês e saem as duas rolando. E minha gata também é apaixonada pelo poodle, ela se esfrega,  lambe, anda ao lado dele. São lindos!

É muito legal ver um cão brincando com um gato, parece que ambos perdem um pouco da caracteristica de sua espécie, o cão brinca como gato e o gato brinca como cão.

Quem tem cachorro morando com gato sabe bem do que eu estou falando.

Se você já tem um gato e quer trazer um cão para dentro de casa, o seu gato em um primeiro momento não vai gostar  mas fique tranquilo ele vai ficar amigo do novo membro da família.

Para adaptar os dois separe-os e deixe o gato ter contato com o cachorro aos poucos, se o cão for um filhote ele vai tentar brincar e pode pular com mais energia assustando o bichano, faça as apresentações sempre supervisionadas.

O ideal é colocar o gato em uma caixa de transporte, o gato vai se sentir protegido e aceitará mais fácil o seu novo amigo.

Recomendo ler o primeiro post da  Série Felinos e suas Manias, neste post falo de como adaptar um gato a mudanças. E um novo amigo é considerado para um gato uma GRANDE mudança.

Para adaptar um cão com um gato é mais fácil, o gatinho virá todo simpático fazer amizade e a tendência é o cachorro aceitar a brincadeira, porém o gatinho pode ter medo por não conhecer a figura do cão. O cão entende que o gato é um novo membro da matilha, e por isso aceita muito bem.

Eu recomendo Cachorro e Gato juntos, serão grandes amigos.

Se você como eu tem cães e gatos que moram juntos divida a sua experiência conosco!!

Você poderá encontrar mais dicas sobre como adaptar melhor os Cães aos Gatos Clicando aqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

16

08 2011