Archive for the ‘Sobre Cães e Gatos’Category

Vem chegando o verão

Temperatura elevada, que calor!! Quero dormir, estou sem fome, ai que sede! É o que nos e os nossos pequenos pensam todos os dias quentes. Os meus bichinhos estão sentindo a diferença de temperatura.

O calor debilita muito os nossos amiguinhos, diminui o apetite, aumenta a sede, aumenta o sono e dá aquela preguiça.

Com a temperatura elevada devemos tomar alguns cuidados, como verificar se o seu cão ou gato tem água á disposição e a temperatura desta água, nunca deixar a água no sol, e lavar todos os dias o potinho de água do seu amiguinho, e para isso utilize uma esponja, este procedimento é para evitar o desenvolvimento das larvas do mosquito da dengue.

Lembre-se água oferecida ao seu bichinho deve ser sempre filtrada, fervida ou mineral!

Seu amigo nesta época do ano pode ter o apetite diminuído, não se desespere. Verifique o peso do seu amiguinho. Ele não pode emagrecer demais. Dê preferencia para oferecer a refeição do seu amigo nos horários mais fresquinhos, como no inicio da manhã e no final da tarde. Em casos mais graves converse com seu veterinário para oferecer um suplemento para abrir o apetite.

Se o seu cão ou gato for peludinho você pode optar pela tosa. Ele irá se sentir mais confortável sem os seus pelinhos. Os gatos peludinhos também podem ser tosados e os de pelo curto você pode raspar apenas a barriga, alivia bastante o calor.

Não faça passeios com o seu cachorro nos horários quentes, ele pode ter intermação. Saiba mais clicando aqui.

Para aqueles cães que moram no quintal certifique-se que ele tenha um local com sombra que não seja apenas a sua casinha, que pode ficar um forninho se pegar muito sol.

Nunca deixe seu cão ou gato no carro. Ele pode morrer de calor! Já falamos sobre isso aqui no blog.

Cuidado com as pulgas e carrapatos. Previna o seu cachorro ou gato.

Verifique as vacinas do seu companheiro, no verão as viroses, como a parvovirose e a cinomose,  intensificam-se.

Se você adquiriu um filhotinho nesta época do ano somente leve o seu cachorrinho novo para passear 15 dias após a ultima dose de vacina. Antes disso o seu cachorro não esta protegido.

Evite mudanças bruscas de temperatura, se você possui ar condicionado e o seu cachorro ou gato ficou com você no ambiente mais fresquinho, antes de sair desligue o ar e promova uma aclimatação. A mudança brusca de temperatura pode gerar uma traqueíte ou algum outro problema respiratório.

Curta muito este verão! Que promete ser quente e ensolarado!

Escreva as suas dúvidas neste post. Aqui no blog Sobre Cães e Gatos desejamos que o verão que se inicia amanhã seja o melhor para você e para o seu amigo pet.

 

 

20

12 2011

Diarreia… Quais as principais causas

O verão esta chegando e agora se inicia a temporada de diarreia nos consultórios veterinários de todo o país. A temporada de fezes amolecidas especialmente na segunda-feira começou. O que fazer? Quais as principais causas?

Falar deste tema é no mínimo “nojentinho”porém ele tem que ser abordado e com muita seriedade. Pois acredito que muitas mortes de cães e gatos podem ser evitadas se os quadros diarreicos forem tratados rapidamente.

Caracterizamos diarreia quando as fezes do seu cão ou gato apresentam-se com alteração de volume, fluido ou frequência.

Pode ter ínicio agudo, ou seja, estava bem ontem e hoje amanheceu com as fezes amolecidas.E crônica quando o nosso amiguinho esta com problemas intestinais há mais de 3 semanas, o que debilitita e pode determinar até mesmo o óbito deste paciente.

As doenças causadoras de diarreia são diversas e ela também pode ser causada pela ingestão de alimento em excesso( aquela dor de barriga que temos após come aquela feijoada!)  e também por ingerir alimentos que o nosso amigo não esta acostumado.

Atenção! Não é por que estamos entrando no período de festas de final de ano que o seu cão deve comer a ceia de Natal, ele não esta acostumado e fatalmente ele sofrerá com uma diarreia no dia seguinte. Pense nisso!

Agora nesta época do ano também é grande a incidência das doenças virais nos cães como a Parvovirose, Cinomose e Coronovirose. Para prevenir vacine seu cão sempre no VETERINÁRIO, exija o carimbo e assinatura do profissional, esse deve ter registro no CRMV do seu estado e deve examinar o seu cachorro antes de aplicar a vacina.

Nos gatos as principais doenças virais causadoras de diarreia são a Panleucopenia felina, a FIV ( AIDS felina) e FeLV ( Leucemia felina) e a Coronovirose. A Panleucopenia ,a Coronovirose e a Leucemia felina possuem vacina. Para a FIV o melhor é a prevenção. Saiba como no Post sobre O que é FIV? Também conhecida como AIDS felina.

As verminoses também são agentes importantes e acometem os nossos amigos cães e gatos durante todo o ano. Portanto desvermine seu amigo frequentemente. Normalmente eu recomendo mensalmente para cães que vivem em regiões litorâneas e a cada 3 meses para os gatos, mesmo os que vivem em apartamentos.” Essa é a minha recomendação como veterinário, cada profissional possui uma conduta médica que varia de animal para animal, portanto busque sempre orientação do seu médico veterinário”.

A Giardia e a Isospora também são agentes importantes nos quadros diarreicos. Vale a pena ler o post sobre O que é Giardia para evitar a contaminação.

As bactérias como a Salmonella, a Escherichia coli e o Clostridium causam normalmente quadros agudos e com muita cólica e febre. Neste caso nunca deixe restos de alimentos e ossos para os cães e gatos e evite o contato destes com o lixo.

Outras causas como as intoxicações por plantas, tumores intestinais e causas hormonais sempre estarão na lista de diagnósticos diferencias para os casos de diarreia em cães e gatos.

Portanto esta com diarreia leve o seu cão ou gato ao VETERINÁRIO.

Não pergunte a nenhum balconista de farmácia ou a sua vizinha que remédio administrar. As causas são diversas e os tratamentos diferenciados.

Coloque-se no lugar do seu amigo, imagine estar com diarreia e ninguém te ajudar!

Este post é um alerta para que muitos cães e gatos possam receber tratamento adequado e atenção quando estiverem doentes.

Escreva neste post, coloque aqui no blog Sobre Cães e Gatos as suas dúvidas e opiniões.

 

07

12 2011

Síndrome Braquicefálica o que é isso?

Há alguns meses atrás meu sobrinho amado, Tigrinho, um bulldog inglês foi tomar banho em um pet shop de confiança e  teve uma síncope, foi um susto muito grande. O pet shop não teve nenhuma culpa. O meu sobrinho apenas ficou nervoso e “esqueceu”de respirar!  Fiquem tranquilos ele esta bem.

Como isso acontece, e por quê?

As raças de cães e gatos braquicefálicos são aquelas raças de focinho bem achatado, aonde temos um focinho praticamente na mesma linha do nariz.

Comumente esta síndrome é observada em cães, como Shih tzu, Lhasa Apso, Maltês, Boxer, Buldogue inglês e francês, Cavalier King Charles Spaniel, Pequinês, Pug e Boston terrier e, em alguns gatos como o Persa e Himalaio, a síndrome é importante devido à gravidade dos sinais clínicos e em seu potencial risco de morte.

A síndrome braquicefálica, também denominada síndrome das vias aéreas braquicefálicas e síndrome de obstrução das vias aéreas braquicefálicas, são caracterizadas por apresentar uma ou mais anormalidades anatômicas congênitas das vias aéreas superiores, ou seja, os cães bradicefálicos já nascem com dificuldade para respirar.

 Essa dificuldade para respirar pode ser devido a estenose dos orifícios nasais, aonde a abertura do nariz é muito pequena e normalmente o cachorrinho ou gatinho precisa fazer força para respirar e em alguns casos precisa respirar com a boca aberta quase que o tempo todo. Na literatura veterinária encontrei dados que dizem que este achado ocorre em 50 % dos cães destas raças. Confesso que no consultório já percebi muitos cães destas raças citadas com um nariz bem pequenininho.

  O prolongamento do palato mole já é observado na maioria dos casos, e nada mais é do que um alongamento do “céu da boca” que dificulta a passagem do ar. Existem casos em que é necessário operar para retirar esse excesso.

 A hipoplasia traqueal, e o colapso laríngeo também são encontrados em cães portadores desta síndrome.

Os sinais clínicos dependem da intensidade da obstrução do fluxo aéreo nas vias aéreas superiores, podendo variar de suaves a severos.

Nos casos mais leves eles normalmente apresentam respiração ruidosa, tosse, alteração vocal, tentativas de vômito, engasgos, espirros e  intolerância ao exercício.

Nos casos mais graves dispnéia, mucosas pálidas ou cianóticas, agonia respiratória e síncope.

A síncope é a apresentação mais grave da doença e caracteriza-se por perda da coinciência, podendo levar o animal á uma parada cardiorespiratória e morte.

Esses animais, em sua maioria, não conseguem regular sua temperatura corporal podendo haver hipertermia e ainda agravando-se a sintomatologia em temperaturas ambientais elevadas, foi o que aconteceu com meu sobrinho Tigrinho.

Vale a pena ressaltar que não são todos os cachorrinhos e gatinhos destas raças que possuem a síndrome. Porém devido as  suas características anatômicas devem sempre ser avaliados por um médico veterinário.

Os portadores desenvolvem normalmente problemas cardíacos e devem sempre fazer exames como eletrocardiograma e ecocardiograma.

Tudo o que falei neste post explica a nova postura da GOl, empresa área que não transposta mais cães braquicefálicos. Veja aqui as novas normas.

Cuide do seu amiguinho de focinho curto e ele viverá bem e por muito tempo.

Coloque aqui no Blog Sobre Cães e Gatos aas suas dúvidas e opniões. Escreva neste post.

01

12 2011

Coleiras com GPS para Cães e Gatos

A angustia de perder o melhor amigo eu senti uma vez na minha vida, quando perdi o Duque meu vira-lata, eu  fui passear com ele sem coleira, foi a última vez juro, e ele fugiu atrás de uma cachorrinha no cio. Encontrei-o  dois dias depois. Graças a Deus!

Foram com certeza um dos piores momentos da minha vida, o desespero de não saber o que estava acontecendo, como ele estava, não gosto de lembrar.

Hoje em dia, as coisas estão um pouco diferentes, podemos rapidamente recorrer às redes sociais para procurar o nosso amigo perdido e ganhamos mais uma tecnologia, as coleiras com localizadores por GPS.

Encontrei muitos tipos e marcas para vender em sites como na Amazon.com. Clique aqui e veja os modelos e preços.

A maioria vem com bateria ou pilhas o que permite maior durabilidade.

Para localizar o nosso amigo é simples. Ele utilizará uma coleira com o localizador e ao apertar um botão recebe-se a localização do cão ou gato no telefone celular, computador ou empresa de monitoramento.

A empresa Tagg americana possui um sistema bem elaborado aonde a localização é fornecida através  do site da empresa. E a bateria da coleira dura em média 30 dias, a empresa avisa enviando em SMS para o celular do proprietário quando a bateria da coleira esta fraca e pode prejudicar a localização do nosso amigo.

 

Veja no vídeo como funciona:

Existem outros modelos de localizadores mais simples. Estes funcionam com um bipe sonoro. Neste caso é acoplado um cartão na coleira do cão e ao apertar o dispositivo ele começa a bipar até localizar o alvo. A desvantagem deste sistema é o alcance muito pequeno, caso o cão ou gato saia do perímetro de alcance do dispositivo ele não consegue encontrar. Veja aqui o outro modelo.

Importante sempre é manter o seu cão ou gato com identificação. Escrevendo em uma medalhinha na coleira o nome dele, o seu nome, telefone, endereço e minha sugestão também é incluir na plaquinha as redes sociais das quais você participa como o twitter, facebook e é claro e-mail.

E sempre estar de olho nestes fujões. Para que eles possam estar sempre ao nosso lado em todos os momentos.

Bom início de semana para todos!

Escreva neste post, coloque aqui as suas dúvidas e opiniões. O Blog Sobre Cães e Gatos é um canal aberto para sua participação.

 

28

11 2011

Acredite se quiser…

Certas histórias na vida parecem mentira mas esta realmente não é…

Ao ler uma notícia na internet de uma coruja nos EUA que esta se alimentando de animais de estimação lembrei uma história contada por um amigo de Londrina no Paraná. Leia a matéria sobre a coruja americana Clique aqui

Ao chegar em casa um dia ele encontrou a sua pinscher escondida embaixo do sofá, achou o fato estranho porém não deu muita bola…

No dia seguinte a mesma coisa… E neste dia a pequeninha, ela é muito pequena mesmo, estava com um machucado na cabeça, parecendo um arranhão.

O estranho é que a cachorrinha mora sozinha e naquele dia ficou só o dia todo.

No terceiro dia a cachorrinha estava em pânico, chorando e pedindo colo o tempo todo, sem entender nada ele a colocou em um quarto em cima da cama, com cobertinhas e brinquedinhos.

Algum tempo se passou e ele retornou ao quarto para ver como ela estava e surpresa tinha um enorme urubu dentro do quarto com ela dentro de sua pata, ao ver o humano o pássaro se assustou e levantou voo.

Por sorte, muita sorte mesmo, a pequena bateu na janela e caiu para dentro do quarto.

Não lembro bem a altura do prédio,  mas o apartamento ficava nos últimos andares.

Segundo ele o Urubu que queria comer a pinscher rondou o apartamento por bastante tempo.

As janelas  passaram a  ficar fechadas e a pequeninha em um local seguro.

Não sei o que passou pela cabeça deste Urubu, mas caçar uma pinscher… Tadinha ela ficou traumatizada!

Não temos notícias do Urubu, a coruja dos EUA ainda esta sendo procurada.

Aqui no blog Sobre Cães e Gatos você encontra informação e diversão.

 

17

11 2011

Um esporte de arrepiar!

Esses bichanos e suas aventuras!!

Acreditam em sua agilidade felina e pronto acham que podem tudo.

Até mesmo praticar Parkour, esporte aonde a regra é pular e saltar de escadas e  muros. Ai que medo!

As imagens são reais e chocantes! Não incentive o seu gato a fazer o mesmo, a manobra é radical!

O seu gato já fez isso? Conte aqui no blog Sobre  Cães e Gatos. Coloque aqui as suas dúvidas e opiniões.

 

18

10 2011

Avião próprio para o seu cachorro e o seu gato

A notícia é maravilhosa para os americanos que agora possuem uma empresa aérea especializada no transporte de cães e gatos.

Na semana passada vi no blog Bigodes, focinhos e raízes um novo serviço oferecido nos EUA que visa transportar cães e gatos oferecendo uma experiência agradável e sem traumas para os nossos  amiguinhos.

A empresa chama-se Pet Airways ,  o diferencial do serviço esta em oferecer aos proprietários de cães e gatos um avião exclusivo e  uma comissária pronta para atender as necessidades dos nossos companheiros, tratando-os como passageiros e não como bagagem.

A empresa atende atualmente cerca de nove cidades americanas, e o valor das passagens são variáveis, vi no site  promoção por $ 99,00. Mas na minha opnião o valor é o de menos, o que vale é a segurança no transporte.

A nossa realidade no Brasil é muito diferente, as empresas possuem limite de transporte de animais por voo, algumas não transportam animais com mais de 5 Kg, e existem restrições para raças como o Buldogue inglês.

Todos exigem que a saúde e as vacinas do cão e do gato estejam em dia, na Pet Airways a exigência é pela vacinação contra hepatite, bordetella e parvovíros, estas doenças aqui no Brasil são prevenidas pelas vacinas conhecidas como V-8 e pela V-10.

Para nós a exigência é pela vacina da Raiva que deve ser realizada com 30 dias de antecedência da viagem e um certificado de saúde emitido pelo médico veterinário.

Porém antes da viagem o importante é se informar o que cada empresa solicita e quais as exigências, separei algumas como a GOL, TAM, AVIANCA  e a AZUL.

Veja que legal o vídeo da PetAirways mostrando como é o serviço de transporte. Que sonho!

Aqui no blog Sobre Cães e Gatos você encontra muita informação e diversão. Comente este post e coloque aqui as suas opniões e sugestões.

03

10 2011

Como é o comportamento sexual dos felinos

Quem tem uma fêmea felina não castrada conhece bem os sintomas, elas ficam manhosas, miam por nada e gritam desesperadamente por um macho e os machinhos não castrados marcam território com xixi e tornan-se agitados, o que isso significa? Tem fêmea no cio!

Os gatinhos machos com 3 meses já tem testosterona (hormônio masculino) para induzir a descida dos testículos e o aparecimento dos espículos penianos, aos 5  meses o gatinho já produz  espermatozóides que estarão totalmente maduros entre o 6 e o 7 mês. Super precoces!

Já as fêmeas manifestam os primeiros sinais de cio entre os 5 e os 9 meses, com exceção das fêmeas persas que podem atingir a puberdade até aos 15 meses de idade, quantidades de luz crescente e presença de macho próximo estimulam o cio.

A fêmea felina entra no cio durante todo o ano, encontrando um macho apto teremos mais gatinhos.

Para os machos o território é importante no comportamento sexual do macho, quando o macho chega a área de acasalamento ele investiga todo o território , podendo levar até um mês para se familiarizar com a nova casa, este macho pode acasalar com até 20 fêmeas.

O cio da fêmea felina inicia-se com um discreto aumento na atividade, aumenta a esfregação da cabeça e pescoço nos objetos e nas pessoas, o que leva a pensar que a gatinha esta mais manhosa, este período dura aproximadamente 3 dias, em seguida começa o cio propriamente dito, aonde a gata exibe uma lordose e rastejamento, percebe-se que esta posição pode ser estimulada por um simples carinho, a cauda desloca lateralmente e pode ter uma pequena quantidade de secreção com sangue.

Neste período de cio ocorrem muitos gritos a fêmea faz uma vocalização alta e áspera, avisando a disponibilidade, e gato também vocaliza para avisar que tem macho no pedaço. Quando a mocinha esta pronta ela dá um miado mais suave conhecido como “grito do cio”. É uma barulheira!

Como o macho que pode fecundar diversas fêmeas, estas aceitam vários machos, podendo ter na ninhada gatinhos bem diferentes. E a maior curiosidade do comportamento sexual dos felinos esta relacionada à ovulação que ocorre após o estimulo do coito, este período é de 24 horas, mesmo tempo necessário para a maturação dos espermatozoides, o resultado se tudo isso são os Gatinhos!

O cio da fêmea felina varia de 2 a 19 dias o período que ela esta mais receptiva é no terceiro e no quarto dia do cio.

Caso ocorra a fecundação ela volta a entrar no cio normalmente quando os filhotes estão com dois meses, e começa tudo de novo.

Um gato macho inteiro junto com uma fêmea podem deixar muitos descendentes, o que resulta em gatinhos que podem cruzar e dar origem a mais gatinhos, esta situação não tem fim. Portanto castre o seu gato (a), contribua para a diminuição dos animais nas ruas.

Aqui no blog Sobre Cães e Gatos você encontra muita informação e diversão. Escreva aqui neste post as suas dúvidas e suas opiniões.

 

 

 

 

29

09 2011

Disfunção Cognitiva Canina o Alzheimer dos cães

Os nossos companheiros caninos estão vivendo cada vez mais, ainda bem… Eu tenho um vovô em casa com 13 anos e cheio de alegria e para nós médicos veterinários e para os proprietários  de cães idosos é importante reconhecer o que é um envelhecimento natural de um anormal.

Envelhecer nada mais é do que um processo biológico natural em que as nossas células perdem a capacidade de adaptação a mudanças. Com o envelhecimento ocorre naturalmente uma redução de atividade, de metabolismo, diminui também a secreção de hormônios e o corpo fica mais frágil, pois a imunidade diminui , ocorre uma redução de aprendizado e memória. Nossa! Tudo isso é natural!

O que temos que saber é quando TUDO isso pode se tornar uma doença!

disfunção cognitiva canina, conhecida  como Alzheimer dos cães, é uma alteração comportamental patológica dos cães, é chamada assim devido a similaridade com a doença em humanos.

Para entender melhor é importante saber o que significa cognição, este termo refere-se a processos mentais como memória, aprendizado, consciência, tomada de decisão e percepção e permite ao animal interagir, processar, reter e decidir com o meio em que vive, respondendo a ações em que é estimulado, o cão responde ao estímulo baseando-se em respostas anteriores ou reconhecendo novas experiências.

O comportamento de memória, orientação, busca de alimento, reação ao proprietário esta diretamente ligada à cognição, ou seja, na disfunção cognitiva canina estes são os principais comportamentos alterados.

O que nota-se no amiguinho velhinho é que ele não interage mais da mesma maneira com a família, muitas vezes desaprende a fazer as necessidades , troca o dia pela noite, podendo até mesmo uivar e chorar na madrugada enquanto dorme como um anjo durante o dia.

Pode ocorrer uma forte desorientação, neste caso o cão pode andar sem parar, andar em círculos e com frequência entrar em locais apertados e de difícil acesso  e não conseguir sair depois.

Todas estas alterações são resumidas em uma sigla a DISTADesorientação, mudanças na Interação com o proprietário ou outros animais, alterações no ciclo de Sono-vigília, perda de Treinamento higiênico, alterações no nível de Atividade.

A idade que normalmente aparecem os sintomas pode variar de 7 a 19 anos. Nos cães pela diferença de porte temos diferentes idades para cães idosos, no pequeno porte  7 anos e o grande porte como o Dogue Alemão 5 anos.

O diagnóstico é difícil e como nos humanos é realizado por exclusão de outras doenças como os tumores cerebrais, os problemas endócrinos, entre outros e principalmente na observação das alterações comportamentais.

A boa notícia é que esta condição tem tratamento e o cão normalmente responde muito bem melhorando muito a qualidade de vida do nosso amiguinho.

O alerta para quem tem um vovô em casa é estar atento as mudanças de comportamento e não encarar mudanças de comportamento como simples problemas relacionados a velhice.

Converse com o seu veterinário sobre as mudanças no seu velhinho e sempre respeite os pelinhos brancos do seu pequeno com muito amor e carinho.

Aqui no Blog Sobre Cães e Gatos você encontra muita informação, escreva neste post coloque aqui as suas dúvidas e sugestões.

28

09 2011

Quais são as diferenças na alimentação do Homem x Cão x Gato

Um cão não é o homem e um gato não é um cão pequeno. Somos diferentes e semelhantes o que nos aproxima na convivência.

As necessidades fisiológicas são diferentes e este fato faz com que cada espécie tenha seu sistema digestório adaptado (antigamente sistema digestivo)  para o tipo de alimento que será consumido.

Os cães e gatos são carnívoros, ou seja, comedores de carne, seus dentes 42 no cão e 30 no gato, permitem com que o alimento seja rasgado principalmente para o cão que não mastiga e ingere a comida sem saborear.

Diferente de nós humanos os cães e gatos não possuem enzimas digestivas na saliva, chamada de pré-digestão, e as papilas gustativas no homem que chegam  a 9000, no cão não passam de  1700 e no gato 500, resumindo cães e gatos sentem pouco o sabor dos alimentos, o gato não sente o doce. Devido a estes fatos a mastigação não é um processo  importante para eles como é para nós.

O que atrai mesmo um cão e um gato para um alimento é o cheirinho, se para nós aquele cheirinho de bife abre o apetite para um cão é inebriante, ele possui até 200 x mais papilas olfatórias que o homem, e neste fato os gatos são parecidos conosco, possuem poucas  papilas olfativas, apenas duas vezes a mais que o homem. Quer atrair um cachorro, chame-o pelo nariz!

O Ph estomacal dos cães e gatos é mais ácido que o do homem, o ácido clorídrico tem a função de digerir ossos e bactérias patogênicas ingeridas, nos gatos a acidez chega a ser seis vezes maior que a do homem.

O tempo de trânsito intestinal também é muito diferente, no homem chega a ser de 3 dias, no cão cerca de 48 h e no gato 36h.

Como nós os gatos dividem  a ingestão de  alimento em diversas refeições, já o cão… Sabemos que se pudessem comeriam tudo de uma vez só, e estes podem ficar tranquilamente um dia sem comer, fato comum em cachorros selvagens que se alimentam da própria caça.

Conhecer as diferenças sobre cães e gatos é fundamental para que possamos respeitar as suas necessidades fisiológicas.

O homem um onívoro, o cão um semi-carnívoro e o gato um carnívoro.

Para agradar as três espécies pode-se fazer um belo churrasquinho!! Que delícia!

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

20

09 2011