Archive for the ‘Alimentação’Category

Cardápio bom para cachorro

O mercado pet nos traz cada vez mais novidades que são para alegrar e encher olhos e barrigas dos nossos companheiros, os cães.

A primeira é o prato principal. A empresa carioca Pet Delícia traz ao mercado brasileiro um novo conceito na alimentação natural dos cães.

O conceito da praticidade!

A alimentação natural já possui muitos adeptos no Brasil. E quando falamos em alimentação natural não falamos em administrar restos de comida, mas dar para o seu cão alimentos frescos e balanceados. Substituindo a ração comprada pronta.

Você pode encontrar mais informações no site do Cachorro verde, este é um portal exclusivo para os adeptos da alimentação natural e para quem quer começar a administrar alimentos naturais. O site traz muitas dicas e receitas especiais para os nossos amiguinhos.

Eu confesso que gosto da ideia de oferecer alimentos frescos, porém o que me impede é a falta de tempo e especialmente a preguiça.

O que a Pet Delícia resolve e com a opção de poder variar nos sabores. São quatro: Filhotes, Frango, Carne e Cordeiro.

Todos confeccionados com a supervisão de um veterinário especializado em nutrição animal e com alimentos fresquinhos.

Quem mora no Rio de Janeiro pode ir até a loja da Pet Delícia e levar o seu cão para degustar em ambiente preparado para ele e em pratinho que é um charme.

Clique aqui e descubra aonde encontrar Pet Delícia na sua cidade.

Comeu e Gostou? Agora vamos para a sobremesa!

A empresa Ice Pet de São Paulo desenvolveu o sorvete para cães.

Com baixo teor de lactose, sem açúcar e muito refrescante.

São vários sabores: Chocolate, Bacon, Creme, Menta e Morango. Que delícia!

Minha sugestão para o final do ano. Não dê a sua ceia o para o seu cachorro ofereça para ele alimentos que são confeccionados apenas para cachorros!

Seu cachorro vai adorar.

Escreva neste post. Aqui no Blog Cães e Gatos você coloca as suas sugestões e opiniões.

08

12 2011

Obesidade no cão adulto| O que fazer?

Há alguns anos atrás no consultório após uma longa conversa com uma cliente sobre obesidade canina e programa de emagrecimento ao sair do consultório ela olhou para meu “pequenino” poodle e disse “Dra. se a senhora quiser posso indicar uma veterinária para o seu gordinho também…” Vou confessar meu poodle é gorduchinho! Bem gulosinho.

No meu caso o Yuri  ele ficou obeso após minha formatura e retorno para casa dos meus pais, minha avó dava de tudo para ele comer e ele passou a competir por alimento com o outro cão da casa. Resultado desenvolveu diabete e hoje é dependente de insulina para viver.

No post da semana passada conversamos sobre como evitar a obesidade desde filhote, porém com o excesso de peso já instalado o que podemos fazer? Veja o post Um cachorro fica obeso por quê?

O primeiro passo é reconhecer o excesso de peso. Podemos visualizar o cão através do escore corporal, já comentado aqui no blog também.

Em seguida vamos ficar atentos ao valor energético dos alimentos, já acompanhei diversos cães que retornaram ao peso normal apenas cortando os petiscos. Sempre falo no consultório “O que você prefere uma lasanha bem gostosa ou um prato com salada e peito de frango?” É claro que lasanha, no caso do cão não é diferente, os petiscos como os bifinhos e bolachinhas são calóricos e mais gostosos e devem ser administrados com moderação.

Misturar outros alimentos á ração também é um erro. As empresas de ração quando determinam a quantidade fazem isso baseado em estudos científicos rigorosos se acrescentamos algo na ração ocorre um desiquilíbrio energético. Converse com seu veterinário ele poderá orienta-lo a admisnistrar a ração respeitando a quantidade diária.

Realize exercícios físicos com seu cachorro, mas calma… Não coloque o gordinho para correr uma maratona no primeiro dia. Comece aos poucos com pequenas voltas, como nós eles necessitam de condicionamento físico com isso evitamos lesões nas articulações do joelho e dores musculares.

Toda a família deve estar comprometida com a saúde do nosso amigo.

No consultório sempre falo para os meus clientes para não se torturarem nesta fase de mudança. Muitos cães obesos são ansiosos, velhinhos e cheios de manias, ás vezes se agimos de maneira muito radical podemos causar uma ansiedade grande no cão e no proprietário. O que vai resultar em frustação e abandono do programa de emagrecimento.

Uma dica é acrescentar vegetais crus na alimentação, estes subistituem os petiscos calóricos e geram saciedade. Eu gosto de chuchu, couve-flor e brocólis, os vegetais mais docinhos como a cenoura e beterraba podem ser administrados com moderação.

Evitar o excesso de peso faz com que o cão viva melhor por mais tempo e  previni problemas de saúde como o Diabetes e articulares como a Luxação de patela.

Aqui no blog Sobre Cães e Gatos incentivamos o seu cão a perder peso. Caso você queira fazer um programa de emagrecimento coloque aqui as suas dúvidas. Nós vamos ajuda-lo!!

Hoje dia 14/11 é o Dia Mundial da Diabete em humanos, vamos também entrar na campanha e cuidar dos nossos companheiros os cães e gatos.

 

 

14

11 2011

Um cachorro fica obeso por quê?

Obesidade… Palavra forte, vamos tratar aqui como excesso de peso, excesso de gostosura, e um pouquinho de gordurinha!

Aqui no blog já falei sobre a Obesidade felina, neste post vamos abordar o tema em cães.

Para entender como um cão adulto torna-se obeso devemos voltar á sua infância, e como os nossos atos podem influenciar o nosso amiguinho.

Consideramos um cão obeso quando este atinge um aumento de 15 a 20% em relação ao seu peso ideal.

Nos cães é difícil de definir o peso ideal devido à diversidade racial, por isso utilizamos o escore corporal.

Mas como ele fica assim? E como evitar desde filhote?

Graças à mãe o filhote adquire a capacidade de autocontrole, ela permite a ele controlar a força da mordida e reconhecer a sensação de saciedade.

Durante o desmame, o cão aprende a controlar a frustação de não ter alimento sempre ao seu dispor. Portanto um filhote retirado da convivência com a sua mãe não aprenderá a lidar com as frustações da vida.

O ideal é separar o cão da  mãe apenas após oito semanas de vida, e em casa até a 15 semana aproximadamente o proprietário terá que lidar com um filhote pidão.

Nesta fase devemos controlar a nossa ansiedade e a vontade de agradar o novo amigo. Na nossa sociedade a principal forma de agradar é oferecer alimento, o famoso café para as visitas. Porém lamento informar com os cães não funciona assim não, oferecendo alimento a vontade e com variedade estamos estimulando o cão a comer além das suas necessidades nutricionais e como resultado podemos ter um cão com excesso de peso.

Outro perigo é o adestramento utilizando petiscos, funciona no processo de aprendizagem, mas deve ser evitado na vida adulta. os petiscos são  muito calóricos e administrados em  excesso irão refletir no peso. Substituir aos poucos o petisco por carinho é uma solução.Veja o post “Como administrar petiscos sem problemas

Outro comportamento comum é a ansiedade do filhote na hora de comer a ração, um fator determinante pode estar na retirada do potinho, evite vigiar e incentivar o seu cão a comer. Ofereça o alimento e deixe o seu cão comendo tranquilamente. Caso ele não tenha comido não retire o pote na frente dele, chame-o em outro cômodo e retire depois o pote, ele pode tornar-se ansioso por nunca saber se o alimento vai ficar ou não disponível.

Exercite o seu cão, crie uma rotina de brincadeiras. Com isso o filhote gasta energia, diminui a ansiedade natural e cria laços de amizade com você.

Esse é o primeiro passo, evitar o excesso de peso desde filhote para que os nossos cães possam viver conosco muito tempo e com muita saúde.

No Cão adulto se ele ficou obeso o que fazer? Veja este post Obesidade no cão adulto| O que fazer?

Escreva neste post. Coloque aqui no blog Sobre Cães e Gatos as suas dúvidas e sugestões.

 

07

11 2011

Quais são as diferenças na alimentação do Homem x Cão x Gato

Um cão não é o homem e um gato não é um cão pequeno. Somos diferentes e semelhantes o que nos aproxima na convivência.

As necessidades fisiológicas são diferentes e este fato faz com que cada espécie tenha seu sistema digestório adaptado (antigamente sistema digestivo)  para o tipo de alimento que será consumido.

Os cães e gatos são carnívoros, ou seja, comedores de carne, seus dentes 42 no cão e 30 no gato, permitem com que o alimento seja rasgado principalmente para o cão que não mastiga e ingere a comida sem saborear.

Diferente de nós humanos os cães e gatos não possuem enzimas digestivas na saliva, chamada de pré-digestão, e as papilas gustativas no homem que chegam  a 9000, no cão não passam de  1700 e no gato 500, resumindo cães e gatos sentem pouco o sabor dos alimentos, o gato não sente o doce. Devido a estes fatos a mastigação não é um processo  importante para eles como é para nós.

O que atrai mesmo um cão e um gato para um alimento é o cheirinho, se para nós aquele cheirinho de bife abre o apetite para um cão é inebriante, ele possui até 200 x mais papilas olfatórias que o homem, e neste fato os gatos são parecidos conosco, possuem poucas  papilas olfativas, apenas duas vezes a mais que o homem. Quer atrair um cachorro, chame-o pelo nariz!

O Ph estomacal dos cães e gatos é mais ácido que o do homem, o ácido clorídrico tem a função de digerir ossos e bactérias patogênicas ingeridas, nos gatos a acidez chega a ser seis vezes maior que a do homem.

O tempo de trânsito intestinal também é muito diferente, no homem chega a ser de 3 dias, no cão cerca de 48 h e no gato 36h.

Como nós os gatos dividem  a ingestão de  alimento em diversas refeições, já o cão… Sabemos que se pudessem comeriam tudo de uma vez só, e estes podem ficar tranquilamente um dia sem comer, fato comum em cachorros selvagens que se alimentam da própria caça.

Conhecer as diferenças sobre cães e gatos é fundamental para que possamos respeitar as suas necessidades fisiológicas.

O homem um onívoro, o cão um semi-carnívoro e o gato um carnívoro.

Para agradar as três espécies pode-se fazer um belo churrasquinho!! Que delícia!

 

20

09 2011

Meu gato obeso? Não… Ele é fofinho!

Ela esta grávida? Pergunta a vizinha ao ver a Preta ( gatinha SRD do meu Pai). Respondo que não, apenas gordinha! Ela me responde com um sorriso… Doeu e vi que realmente ela estava obesa, como aconteceu?

O gato é um carnívoro estrito, ou seja, na vida selvagem a sua dieta é baseada em presas inteiras exclusivamente proteicas, por isso gatos não são adaptados a dietas ricas em amido, o amido é transformado em gordura e armazenado.

Os nossos amiguinhos engordam por que muitos passam o dia todo fechados em um apartamento sem ter o que fazer, literalmente olhando para as paredes e dormindo com comida a vontade e na maioria das vezes são castrados. Formando assim a tríade perfeita para ganhar peso  tédio+comida+metabolismo alterado= OBESIDADE

Esta condição pode levar o seu gato a diversas doenças, as mais graves são a diabete e a lipidose hepática, porém podemos ter artrite, infecções urinárias pois o gato fica preguiçoso e faz menos xixi, problemas de pele causados pela dificuldade em se limpar, doença cardíaca, respiratória e dificuldade para defecar.

A diabete tipo II afeta 80% a 90% dos gatos obesos é diretamente ligada ao acúmulo de gordura e alteração no metabolismo da insulisuna, a boa notícia é que a grande maioria dos gatos após perderem peso deixam de necessitar de insulina. No caso da lipidose hepática o risco de morte de um gato obeso é muito alta pois caso ele pare de comer ocorrerá uma queima de gordura em grande quantidade que resultará em insuficiência hepática.

Agora que você está preocupado vá pegar o seu gato e vamos identificar se ele está ou não obeso.

Uma boa maneira de começar é olhar algumas fotos antigas e comparar o antes e depois do seu fofucho, em seguida vamos ver o gostoso de perfil e observar a silhueta.

Agora vamos palpar o nosso amiguinho. Em um gatinho com peso ideal as costelas podem ser sentidas facilmente e a coluna vertebral e a região lombar é percebida sensívelmente, se você não consegue sentir…Acho que ele pode estar a cima do peso. Vamos pesar o bichano, se você tem balança em casa coloque ele no seu colo e em seguida tire a diferença com o seu peso.

Olhe o escore corporal e busque a orientação veterinária para que seu amiguinho passe por exames e veja como está a sua saúde.

Para evitar que a obesidade afete o seu amiguinho felino brinque com ele, verifique a quantidade diária que ele esta ingerindo de alimento e torne a sua casa divertida para o seu gato.

Vale a pena ler o post do Alexandre Rossi sobre enriquecimento ambiental para felinos, ele dá boas dicas para tornar a sua casa divertida para o seu gato.

Aqui no blog Sobre Cães e Gatos você encontra informação e diversão, divida conosco as suas histórias e tire as suas dúvidas.

12

09 2011

Como escolher uma boa ração para o seu cão

Entrar em um pet shop e escolher uma ração não é tarefa fácil hoje em dia.

São muitas opções… temos produtos para a maioria das raças de cães, para aminais de pêlo longo,  com pêlo comprido, para animais com paladar exigente… ufa!

Mas como escolher?

Vamos entender as categorias que você encontrará no pet shop. Vamos ter resumindamente as rações Super Premium, Premium e  Comercial, a diferença entre elas está na absorção e digestibilidade dos nutrientes presentes no produto, melhor na super premium, em segundo lugar a premium e por último a comercial.

Entender aonde este animal vive e as suas necessidades de energia é muito importante, por exemplo um cachorrinho de apartamento de pequeno porte necessita de menos energia que um cão de grande porte que mora em um quintal. Por este fato escolha sempre produtos para cada categoria de tamanho.

Você encontrará descrito para os cães como pequeno porte de 1-10kg (Poodle, Maltês, Yorkshire, Shitzu…), médio porte até 25 kg(Cocker, Beagle) eGiant para cães acima de 45 kg ( Dogue alemão). Esta avaliação é sempre para o peso do animal adulto.

Para os cães de pequeno porte você encontrá produtos para ambientes internos, o foco  é para aqueles que moram em apartamento, a vantagem esta em fezes reduzidas e praticamente sem cheiro.

Respeite sempre a idade do animal, para os cachorros de pequeno porte o ideal é comer ração de filhote até o primeiro ano de vida e para os de grande porte devemos respeitar o desenvolvimento de cada raça, na maioria dos casos eles devem comer ração de filhte até um ano e meio de vida. Para as raças de grande porte busque sempre orientação do veterinário, administrar corretamente a racão evita problemas articulares e ósseos comuns nestes grandalhões.

A qualidade do alimento que você esta administrando irá refletir no seu cão e e é uma boa forma de avaliar se você esta administrando um bom produto.

Veja a curto prazo se o seu cão gostou do produto, ou seja, uma boa palatabilidade, e se as fezes estão normais. Para avaliar á médio prazo verifique se o seu cão perdeu ou ganhou peso, e como está a pelagem,ela deve estar brilhante e sem falhas e a longo prazo verificque o desempenho reprodutivo, especialmente nas cadelas desnutridas o cio atrasa e nos machos pode ocorrer infertilidade.

Converse com o veterinário de sua confiança, e busque sempre o melhor custo benefício, pois o que esta muito barato agora pode custar caro no futuro.

Você poderá gostar também de :

Meu cachorro come pouco o que fazer?

-Comer devagar, para alguns um desafio!

Comente aqui este post e escreva as suas dúvidas!

29

08 2011

Meu cachorro come pouco o que fazer?

Cheiro…não quero, pego uma bolinha de ração, como e é só…não quero mais! Esta era a rotina alimentar da minha pequena maltês.

Se você como eu tem um cachorro “enjoado” para comer em casa, seguem algumas dicas para melhorar o apetite do nosso amiguinho.

Escolha  uma boa ração, e não compre ração vendida aberta, em contato com o ar a ração perde sabor e muitas vitaminas, em casa mantenha o pacote fechado, ou coloque em um pote que tenha tampa.

No desespero a nossa tentência é testar várias marcas de  rações, porém mudar muitas vezes de marca  pode ser prejudicial para o intestino do nosso amiguinho, pois a flora intestinal se adapta para a ração que o seu cachorro come, mudanças bruscas podem dar diarréia. Mude sempre misturando a ração nova com a ração anterior.

Faça exercíos físicos com o seu cachorrinho, caminhe pelo menos 40 minutos por dia e ofereça a ração depois que ele estiver descançado do passeio.

Não implore para o seu cão comer, ofereça a ração, deixe uns minutos, não comeu retire. Pode ficar tranquilo que rapidamente ele irá perceber que se ele não comer naquele momento ele não terá a racão.

Não se desespere se ele ficar um dia sem comer, o cão pode ficar sim sem comer um dia, os seus antepassados  lobos como viviam da caça ficavam alguns dias sem conseguir comida e comiam o que podiam quando conseguiam, este “jejum” é normal na espécie canina.

E o mais importante é não cair na aramadilha daquela carinha de pedinte e cair na tentação misturando aquele franguinho na ração.

Pode acreditar com estas ações o seu pequeno amiguinho passará a comer melhor.

22

08 2011

Como administrar petiscos sem problemas

Que osso!

Vou morrer, foi o que pensou minha pequena maltês… comi muito rápido o palitinho. Tava bom, mas não desceu…. Aí socorro, como vou resolver….vou pedir ajuda a minha doninha, ela vai ver. Fecho os meus olhinhos e faço cara de vitima!

-O que foi minha querida? Engasgou?

Se alguém já passou por uma situação destas com seu amiguinho sabe o desespero que dá, alguns saem correndo para o veterinário e outros pedem para São Francisco desengasgar seu cachorro.

Esta situação pode ser evitada. Para os nossos amiguinhos não devemos oferecer petiscos como bifinhos e palitinhos se eles estiverem em estado de excitação, temos que acalma-los. Pois é fácil falar, mais como fazer? Bom… seguem algumas dicas.

  1. Petiscos devem ser oferecidos como recompensa e nunca como alimento principal.
  2. Ofereça o petisco entre as refeições, de maneira comedida, assim o amiguinho estará com menos fome e não irá com “muita sede ao pote”.
  3. Pode-se colocar os petiscos em brinquedos próprios que aguçam o paladar e difultam o acesso, o pequenino assim gasta energia e se delicia com a guloseima

                 

 Compre um bom petisco e boa brincadeira.

02

08 2011

Comer devagar, para alguns um desafio!

Que Delícia!

Hummm comidinha gostosa… Vou comer, pensou meu poodle bem gulosinho, tenho que ser rápido, pois ela esta chegando, olhando para minha maltês que se aproximava, Hum… Comi demais…  Minha barriga está doendo…

Cachorro guloso, ansioso ou competitivo, come rápido, o que não é saudável para os nossos amiguinhos. Este comportamento compulsivo pode ocasionar vômito e obesidade.

Para os amigos de grande porte temos um risco maior, o de morte, por torção gástrica.

O alimento ingerido com rapidez não satisfaz, não é digerido e os nutrientes importantes não são aproveitados.

Nós humanos dividimos as nossas comidinhas em no mínimo três refeições, café, almoço e jantar, então pergunto por que seu cão deve comer apenas uma vez ao dia?

Dividir o alimento é o primeiro passo, podemos também utilizar de potes para ração que dificultam apanhar o alimento e obrigam o ansiosinho a comer devagar.

Os modelos são diversos, um em forma de forma de bolo.

Durapet Slow Feed Bowls

Outro com a parte interna dividida, fazendo com que a ração fique em diferentes compartimentos.

Comedouros com divisórias internas

Outro modelo é um pote normal, mas com um obstáculo, uma bola. Esta bola é feita de dois materiais, porcelana e aço inoxidável é lavável e bem resistente.

Omega Paw Portion Pacer Ball

Os preços dos comedouros variam de $10 á $30, somente a bola é aproximadamente $15, os produtos podem ser encontrados na Amazon.com.

Não encontrou… Podemos utilizar a criatividade e pegar aquela forma de bolo da vovó! Tenho certeza que o seu cachorro vai adorar!

Forma de bolo simples!

25

07 2011