Problemas no joelho… parece o Ronaldinho!


Para que tem cachorrinhos de pequeno porte como poodle, maltês, yorkshire, shitzu, lhasa apso, pinsher e os mestiços destas raças, os probleminhas no joelho são comuns.

Muitas vezes você como proprietário não percebe que o seu cão manca levemente e infelizmente só descobre o problema quando acontece alguma lesão e o seu amigo sente dor. Comumente nos consultórios veterinários atende-se pacientes de meia idade ( 3-4 anos) que ao pularem de uma cama mais alta, ou após a tosa manifestam sintomas de dor.

Quais são os problemas mais comuns?

Em primeiro lugar a luxação de patela (antigamente chamada de rótula), as rupturas dos ligamento cruzado e o lateral  e é claro as fraturas.

A luxação patelar é a mais encontrada em raças de pequeno porte, mais também pode ocorrer nos grandalhões e é de origem genética, ou seja, uma herança passada dos pais para os filhotes.

Normalmente nos pequenos a patela é desviada para dentro da coxa, e esta característica chamados de luxação de patela medial, nos cachorros grandes a patela fica para fora da coxa e é chamada de luxação de patela lateral. As luxações são classificadas por grau, determinando assim a gravidade da lesão, estes graus vão do I ao IV, no Grau I mais leve o cão pode conviver a vida toda com o problema e o IV mais grave muitas vezes a lesão é  irreversível e com muita dor para o nosso amiguinho. O diagnóstico é importante pois a doença progride.

1-Patela; 2-Fêmur; 3-Ligamento Patelar; 4-Tuberodidade tibial; 5-Luxaçao medial da patela; 6-Luxaçao lateral da patela.

Para avaliar se o seu pequeno possui luxação de patela, verifique se ele manca de alguma patinha traseira, é comum eles darem uns pulinhos quando andam na maioria dos casos eles não mancam sempre e os sintomas podem ser percebidos em dias mais frios, poupar o membro que dói na hora de fazer xixi ou coco também é comum.

Alguns cães podem mancar após a tosa, isto acontece pois o profissional precisa que ele fique em pé para fazer um bom trabalho, e acaba forçando a articulação, neste caso identificado o problema a tosa é feita de maneira diferenciada sem forçar o joelhinho do nosso amigo.

Verifique também a musculatura da coxa, geralmente os cães com luxação de patela possuem uma coxa menor que a outra.

Já as rupturas de ligamento cruzado e lateral já ocorrem de maneira brusca, o cão estava bem e do “nada” começa a mancar. Geralmente estão ligadas a uma queda, um salto mais ousado ou alguma peripécia desastrosa do pequeno.

Nos dois casos o tratamento é apenas cirúrgico e apenas o médico veterinário poderá diferenciar os dois casos.

Calma não se apavore!!!!

O que é importante é identificar o problema, perceba o andar do seu cão e consulte um médico veterinário caso você desconfie que o seu cachorrinho possa ter algum problema no joelho. O veterinário irá identificar o grau da lesão e as medidas de prevenção a serem tomadas.

Identificado o problema não cruze o seu cãozinho, ele passará esta herança para os seus filhos.

E pode ter certeza que  ele viverá bem, muitos anos e podendo jogar muita bolinha. Diferente do craque Ronaldinho! rss

Tire suas dúvidas e comente este post, nós do blog Sobre Cães e Gatos agradecemos a sua participação.

Sobre o Autor

Vivian dos Santos Meyer

Outros posts de

Site do Autorhttp://www.sobrecaesegatos.com.br

14

09 2011
2011

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *